Feeds:
Posts
Comentários

Arquivo da categoria ‘Residência Médica’

O presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Geraldo Ferreira, afirmou que hoje o Brasil coloca no mercado aproximadamente 17 mil médicos ao ano, sendo que já existem 370 mil médicos atuando. Segundo ele, a presença de 6 mil médicos do exterior não vai resolver o problema da carência desses profissionais.

Comissões da Câmara discutem a contratação e a entrada de médicos estrangeiros no Brasil.

Comissões da Câmara discutem a contratação e a entrada de médicos estrangeiros no Brasil.

Ele destacou que a reprovação dos médicos formados do exterior no Revalida chegou a 95% em alguns anos. Segundo ele, isso mostra que o processo de avaliação dos médicos formados no exterior deve ser rigoroso, sob pena de colocar em risco a saúde e a vida da população.

Ferreira disse entender a preocupação dos prefeitos com a falta de atendimento à população, mas, segundo ele, importar médicos a um custo mais baixo não é a melhor solução para o problema.

Na avaliação dele, a Justiça reconhece que não e possível abrir o mercado brasileiro sem que as regras legais sejam respeitadas e o governo estaria tentando abrir uma exceção.

Audiência debate a contratação de médicos estrangeiros

As comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; e de Seguridade Social e Família discutem nesta quarta-feira (15) a contratação e a entrada de médicos estrangeiros no Brasil. A reunião realizada no Plenário 12, foi proposta pelos deputados Damião Feliciano (PDT-PB) e Dr. Rosinha (PT-PR).

De acordo com Damião Feliciano, o Governo Federal quer facilitar a entrada de médicos estrangeiros no Brasil, com propósito de suprir a falta de profissionais, no interior do País, nas periferias e nos programas de assistência básica. “A categoria médica, entretanto, argumenta que existem médicos brasileiros suficientes e bem qualificados, que estão dispostos à ir para áreas de difícil acesso, desde que lhes sejam oferecidas boas condições de trabalho e qualidade de vida”, afirmou.

Os médicos brasileiros, acrescenta Dr. Rosinha, também contestam a entrada de médicos estrangeiros no País sem que os profissionais façam o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos, o Revalida.

Foram convidados:

- o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Geraldo Ferreira Filho;
- o presidente do Conselho Federal de Medicina, Roberto Luiz D’avila;
- o presidente da Associação Médica Brasileira, Florentino Cardoso;
- representante do Ministério da Saúde;
- representante do Ministério das Relações Exteriores e
- a presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro de Souza.

Fonte : Agência Câmara de Notícias

Read Full Post »

O feriado do dia 1º de maio foi marcado com uma grande manifestação na cidade de Natal (RN). Associações Médicas; sindicatos; Federações; autoridade e representantes de diversas áreas da saúde fizeram do evento um marco na história da classe médica. Confira !!! Clique aqui: 1º de Maio: “Meu Trabalho tem Valor”

IMG_0674

Read Full Post »

Image
A pedido das entidades médicas nacionais (FENAM, CFM e AMB), o senador Paulo Davim (PV-RN) e o deputado Eleuses Paiva (PSD-SP) convocaram uma audiência pública para mostrar a força dos médicos diante das questões que envolvem a saúde brasileira. Pretende-se mobilizar o maior número de profissionais da classe para marchar à Brasília, no dia 2 de abril e ocupar o auditório Petrônio Portela, no Senado Federal. O debate está previsto para iniciar às 9h e dentre vários temas, destacam-se a importação de médicos, financiamento da saúde e a gratificação de desempenho dos médicos federais.”Eu e o deputado Eleuses estamos convocando todos para fazer um grande encontro, discutindo todos os assuntos de interesse para que juntamente com as entidades possamos ter uma posição coesa e tomar estratégias para guiar o movimento”, explicou Davim. Assista na FENAM TV !

A ideia surgiu após uma reunião no Ministério da Educação, onde foi pautado o aumento do número de vagas em medicina. Espera-se em torno de 400 lideranças médicas. Os Ministérios da Saúde e da Educação, como também Universidades serão convidadas a compor a mesa.

“Precisamos de todos vocês, para que consigamos inundar a audiência e sensibilizar todos os parlamentares para que os ecos da nossa manifestação alcancem o Palácio. Queremos seriedade, competência e recursos. Dia 2 de será uma grande virada da saúde”, destacou Paiva. Assista na FENAM TV !

O presidente da FENAM, Geraldo Ferreira, completa que o clamor da categoria precisa ser ouvido e suas bandeiras respeitadas.

“Já que no nosso entendimento existem médicos o suficiente e o governo intervém de forma brutal, há uma rejeição absoluta de se importar médicos e oferecer uma medicina de baixa qualidade. Os médicos precisam ser valorizados e vamos mostrar nosso poder de luta”.

DIA 02 DE ABRIL, TODOS EM BRASÍLIA!

Clique aqui e mostre o seu apoio colando o selinho. Fique a vontade para compartilhar com os amigos e familiares.

Fonte : Fernanda Lisboa

Read Full Post »

O Boletim Digital do Residente de janeiro do sindicato dos médicos de Santa Catarina abordou o 13º salário: por que o médico residente não tem direito? O conteúdo esclarece que o médico tem direito a uma bolsa auxilio e dada à inexistência do vínculo empregatício, ele não tem o direito de receber o 13º salário. Porém essa condição ainda pode ser alterada pela Comissão de Seguridade Social da Câmara. Confira abaixo o boletim na íntegra.

Read Full Post »

Criado em 2012, o Programa de Valorização dos Profissionais na Atenção Básica (Provab), segundo o Ministério da Saúde, tem o objetivo de estimular a formação do médico, levando esse profissional para localidades com maior carência. Mas para o diretor de residência médica da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Jorge Eltz, o objetivo do governo é outro: contratar mão de obra barata e precarizada, enterrando a proposta de Carreira Médica.

greve

 

Ao lançar o edital com a segunda edição do Programa com abertura de inscrições para preenchimento de vagas em 2013, o Governo anunciou mudanças com o intuito de atrair mais médicos. Entre as novidades, uma bolsa mensal de R$ 8 mil para 40 horas/semanais e a obrigatoriedade do profissional fazer uma pós-graduação com 12 meses de duração. No ano passado, das 2000 vagas oferecidas, apenas 366 foram preenchidas.

Para o diretor, as alterações não são significativas. “Penso que essas mudanças não alteram o projeto em sua essência. O Ministério da Saúde diz que os médicos terão de participar, obrigatoriamente, de um curso de pós-graduação em Saúde da Família ministrado pela Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS). E que terá tele medicina e preceptoria, o que já dizia que teria o ano passado,” destacou o dirigente.

O valor oferecido como bolsa também foi criticado, uma vez que o piso salarial estipulado pela Federação Nacional dos Médicos para a jornada de 40 horas é de quase R$ 20 mil.

“A FENAM continua com posição contrária ao Provab e vai utilizar todos os meios que dispõe para combatê-lo”, concluiu.

Fonte : Imprensa FENAM

Read Full Post »

O Hospital das Forças Armadas (HFA) lançou edital de abertura de Processo Seletivo Público destinado a selecionar 37 profissionais, para vagas de Médico nos programas de Residência Médica (PRM) da instituição, em 2013. O concurso será organizado pelo Cetro Concursos Públicos, Consultoria e Administração.

As oportunidades são nas áreas de Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Coloproctologia, Gastroenterologia, Medicina Intensiva, Obstetrícia e Ginecologia, Oftalmologia, Ortopedia e Traumatologia, Otorrinolaringologia, Pneumologia, Psiquiatria, Radiologia e Diagnóstico por Imagem e Urologia.

A inscrição poderá ser efetuada via Internet, no endereço eletrônico da Cetro Concursos (www.cetroconcursos.org.br), no período entre 09 horas do dia 22 de outubro e 23 horas e 59 minutos do dia 09 de novembro de 2012, observado o horário oficial de Brasília.

Read Full Post »

A convite do Ministério da Saúde, representantes da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), se reuniram nesta última quarta-feira (19), com o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde do órgão, Mozart Sales, para debater o Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab). O objetivo foi aproximar a entidade médica dos processos que envolvem os profissionais. A FENAM é contrária ao modelo atual do programa e irá acompanhar as visitas de vistoria para continuar se posicionando.

“O diálogo deve continuar. Estamos firmes na nossa luta de fazer com que os médicos estejam acessíveis em todo o país, mas essa acessibilidade deve ser construída por uma carreira, piso salarial FENAM e condições de trabalho adequadas. Isso que vai permitir com que consigamos prestar aos brasileiros a assistência que eles merecem e precisam”, declarou o presidente da FENAM, Geraldo Ferreira.

Também estiveram presentes o diretor e o secretário de comunicação, Waldir Cardoso e Rodrigo Almeida, e o presidente do sindicato dos médicos do Ceará, José Maria Pontes.

Read Full Post »

A Comissão de Assuntos Políticos (CAP), formada por membros das entidades médicas nacionais (FENAM, CFM e AMB), se reuniu nesta quarta-feira (30), na sede da FENAM, e destacou quatro projetos do Congresso Nacional como prioridade para acompanhamento. Trata-se de serviço civil obrigatório, exame de ordem para médicos e criminalização do aborto em caso de anencefalia. Em entrevista, o coordenador da reunião e diretor de comunicação da FENAM, Waldir Cardoso, explicou a posição contrária do movimento médico em relação às matérias. Confira abaixo:

- A PEC PEC 200/12 , que torna obrigatória a prestação de serviços de relevância social por estudantes de instituições públicas de ensino superior.

- O  PL 4346/2012 , que estabelece a prestação obrigatória de serviços por médicos recém-graduados, que foram beneficiários de bolsas ou auxílios federais.

“Não há como, do ponto de vista constitucional, obrigar o egresso de medicina a prestar um serviço civil obrigatório. Além do mais, questionamos a qualidade desse serviço e as condições de trabalho e remuneração”.

- O PL 4265/2012 , que dispõe sobre os Conselhos de Medicina, e dá outras providências, instituindo exame de proficiência como condição para registro dos médicos nos Conselhos Regionais de Medicina, e dá outras providências.

“Não há competência para o movimento médico, estabelecer uma prova que na verdade iria avaliar se a universidade teria preparado bem ou mal o médico. E uma prova escrita seria superficial para avaliar seis anos de faculdade”.

- O PLS 287/2012 , que dispõe sobre o crime de interrupção de gravidez em razão de diagnóstico de anencefalia.

“Já que a anencefalia impede a vida extrauterina, consideramos a interrupção algo que depende mais do desejo da mãe do que efetivamente o Estado obrigue ir até o final da gravidez. Encaminhamos a questão para Câmara Técnica de Bioética do CFM “, concluiu Cardoso.

A CAP tem a função de analisar todos os projetos que se relacionam à assistência à saúde e à medicina e elencar os que merecem uma atenção especial e até mesmo alguma intervenção junto aos parlamentares envolvidos nas propostas. O próximo encontro está agendado para o dia 19 de setembro, na sede do CFM.

Fonte : Fernanda Lisboa

Read Full Post »

Durante a cerimônia que consagrou a posse da nova diretoria da FENAM, biênio 2012/2014, realizada na última quinta-feira (16), o presidente da entidade, Geraldo Ferreira, falou de suas expectativas, bandeiras de luta e prioridades. Assista à reportagem:

Read Full Post »

A qualidade da formação dos médicos e regulamentação da profissão serão algumas das bandeiras de defesa da nova diretoria da Federação Nacional dos Médicos (FENAM).

“Precisamos ficar atentos tanto em relação à qualidade das escolas como ao número de novos profissionais que entram no mercado – mais importante do que formar novos médicos para ganhar mal, é valorizar os que já estão em atividade. Garantir a aprovação do Projeto do Ato Médico é importante para impedir que outras profissões invadam nossa área de atuação e prejudiquem a população, destacou o potiguar Geraldo Ferreira, que assumiu a presidência da entidade.

Em atividade desde o dia 1º de julho, a nova gestão tem objetivos bem definidos e pretende unir forças com todos os sindicatos médicos para garantir que os profissionais tenham condições de trabalho dignas e salários adequados para atender bem à população brasileira. “Minha expectativa é que caminhemos nessas lutas e que consigamos melhorar as condições de trabalho e remuneração dos médicos e, na outra ponta os serviços oferecidos à população, que merece um atendimento digno,” completou.

A entidade defende o piso salarial médico de R$9.813 para 20 horas e de R$19.626 para 40 horas e a implantação da carreira do médico nos estados, que permita ao longo do tempo uma ascensão profissional.

A nova diretoria foi eleita em chapa única durante o XI Congresso da FENAM, que reuniu representantes dos 53 sindicatos médicos do país, na cidade de Natal. Composta pela presidência, vice-presidência, doze secretarias, dez diretorias, além do Conselho Fiscal e seis regionais, comandará a entidade no biênio 2012/2014. Um evento solene realizado no próximo dia 16 de agosto, em Brasília, marcará a cerimônia da posse.

Serviço:
Cerimônia de posse nova diretoria FENAM – biênio 2012/2014
Dia: 16 de agosto
Local: Espaço da Corte – SCEN Trecho 1 Lote 01/11B Setor de Clubes Norte – Brasília/DF ( próximo ao Palácio da Alvorada)
Horário: 20 horas

Fonte : Imprensa FENAM

Read Full Post »

Older Posts »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 7.037 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: