Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘imprensa’

Na última sexta-feira, 8 de março, o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) promoveu o debate “Saúde – A imprensa e os médicos”. O evento, que teve por objetivo debater as políticas de saúde noticiadas na grande imprensa, reuniu mais de 100 pessoas na sede do sindicato.

Image

Jornalistas, médicos e representantes do poder público discutiram de forma aberta as demandas, gargalos e possibilidades de melhorias do papel da imprensa em relação à saúde.

Durante a abertura do encontro, o presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), Cid Carvalhaes, falou sobre a importância da mídia. “Ela muitas vezes comete excessos e julga, é o tribunal mais fantasticamente ágil que existe, mas essencial para o movimento médico”.

Já o deputado estadual Marcos Martins, um dos palestrantes, abordou as pautas mais rentáveis aos veículos de comunicação. “Nem sempre o que dá mais Ibope é de interesse da população. Temos a necessidade de democratizar a comunicação, só o acesso não basta”.

Merece destaque a participação da jornalista Izilda Alves, da Jovem Pan, que comentou a relação entre repórteres e assessores de imprensa. Em seu discurso, Izilda enfatizou a importância da assessoria de imprensa para as entidades médicas, ressaltando a importância do bom relacionamento entre médicos, assessores de imprensa e veículos de informação.

Entre os convidados, estiveram presentes: João Ladislau Rosa, Coordenador de Comunicação do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp); Florisval Meinão, presidente da Associação Paulista de Medicina (APM); Eurípedes Balsanufo de Carvalho, diretor da secretaria de assuntos jurídicos do Simesp, conselheiro do Cremesp e assessor da Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de São Paulo; Miguel Srougi, professor de Urologia da Faculdade de Medicina da USP e presidente do Conselho do Instituto Criança é Vida; Antonio Carlos da Cruz Júnior, secretário de formação sindical e sindicalização do Simesp; Renato Françoso Filho, conselheiro do Conselho Federal de Medicina (CFM) e diretor de Comunicação da APM; Yussif Ali Mere Júnior, presidente do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios (SINDHOSP); Josélia Lima Nunes, 2ª secretária do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal; e Rodrigo Almeida Souza, presidente do Sindicato dos Médicos de Rondônia e secretário de Comunicação da Federação Nacional dos Médicos (Fenam).

Fonte : Simesp

Read Full Post »

A diretoria da Federação Nacional dos Médicos (FENAM) lamenta profundamente a morte do bebê de apenas treze dias, ocorrida na última terça-feira (8), no Hospital Municipal Professor Mário Dégni, no Rio Pequeno, na Zona Oeste de São Paulo. A criança, que nasceu prematura, estava internada na UTI neonatal do Hospital e precisava receber soro com medicamentos para evitar infecções, mas devido ao erro de uma auxiliar de enfermagem, recebeu 10 ml de leite na veia, ao invés do líquido correto.

Diante da situação, a FENAM manifesta seu imenso pesar e solidariedade à família, por acreditar que nada vai sanar a ferida deixada por perda tão súbita e inexplicável.

A imprensa, no seu dever de informar, vem repercutindo o fato com o destaque que a perda de uma vida em tão tenra idade merece. Por outro lado, a FENAM, em nome dos médicos brasileiros, não pode se calar e vem manifestar seu protesto e repúdio com a atitude de alguns setores da imprensa, jornalistas e apresentadores que têm, insistentemente, rotulado o episódio com o epíteto de “erro médico”.

Ressaltamos que nenhum médico esteve envolvido com o acidente. O ato que levou à morte da criança não foi um ato médico. Portanto, divulgar o acontecido como “erro médico” é não informar com a clareza e precisão necessária que o exercício do bom jornalismo impõe. Ao atribuir a responsabilidade do caso à equipe médica, a imprensa confunde a população, prestando um desserviço, além de macular o nome e a imagem de todos os médicos.

Diretoria Executiva

Read Full Post »

Por: Taciana Giesel

A cidade do Rio de Janeiro, sediou nos dias 16 e 17/04 o IV Seminário Nacional Médico Mídia, que reuniu profissionais da área médica e da grande imprensa.

Veja o que os participantes acharam do evento:

fenam-tv2

Read Full Post »

Por: Taciana Giesel

O vice presidente da FENAM, Eduardo Santana, falou sobre a importância do IV seminário Médico Mídia para a categoria médica, sobre a migração do portal da entidade para a web 2.0, e a utilização das novas tecnologias para a difusão de informação.

Confira a entrevista na FENAM TV:

Dr. Eduardo Santana

Dr. Eduardo Santana

Read Full Post »

 Por: Taciana Giesel

Diretores da FENAM apontam a importância do evento que já atingiu o limite de inscrições

 

Médicos sabem como dar uma boa entrevista? Sabem como se portar diante de uma câmera? Sabem recorrer a um direirto de resposta, em caso de notícias não verdadeiras? Qual o papel da mídia? E, como lidar com as novas tecnologias?

 

Estas perguntas poderão ser respondidas durante o IV Seminário Médico Mídia, evento organizado pela Federação Nacional dos Médicos (FENAM), que acontece no Rio de Janeiro, de 16 e 17 de abril,no Windsor Plaza Copacabana. O evento vai reunir renomados profissionais da área médica e da grande imprensa, bem como políticos e especialistas na área de tecnologia da informação. O objetivo do evento é a integração entre profissionais da área médica e a imprensa.

 

Para o presidente da FENAM, Paulo de Argollo Mendes, o seminário é importante para fortalecer o entrosamento entre profissionais médicos e a mídia para que a sociedade possa obter informações de uma maneira mais clara e objetiva.  “A preocupação dos médicos não é só com a Saúde de seus pacientes dentro das quatro paredes do seu consultório, é com a saúde pública e com a clareza que a população pode obter suas informações. Por isso é fundamental que possamos criar um excelente entrosamento com a mídia, com a política, para que o nosso trabalho também possa render entre o conjunto da comunidade,” apontou o presidente.

 

Escute a matéria em áudio.

Read Full Post »

Por: Taciana Giesel

Diretores da FENAM apontam a importância do evento que já atingiu o limite de inscrições

(escute esta matéria na rádio FENAM)


Tudo pronto para a realização do IV Seminário Médico Mídia. O evento, que acontece no Rio de Janeiro, de 16 e 17 de abril,no Windsor Plaza Copacabana, vai reunir renomados profissionais da área médica e da grande imprensa, bem como políticos e especialistas na área de tecnologia da informação.

Para o presidente da FENAM, Paulo de Argollo Mendes, o seminário é importante para fortalecer o entrosamento entre profissionais médicos e a mídia para que a sociedade possa obter informações de uma maneira mais clara e objetiva. “A preocupação dos médicos não é só com a Saúde de seus pacientes dentro das quatro paredes do seu consultório, é com a saúde pública e com a clareza que a população pode obter suas informações. Por isso é fundamental que possamos criar um excelente entrosamento com a mídia, com a política, para que o nosso trabalho também possa render entre o conjunto da comunidade,” apontou o presidente.

Argolo também diz que a relação do médico com a mídia ainda é de medo e que o Seminário vai ajudar a aproximação entre jornalistas e profissionais médicos. “O médico é treinado para um trabalho extremamente recluso, na intimidade do paciente, com muito cuidado a respeito do sigilo – exatamente o contrário do que espera o jornalista quando entrevista o médico. De maneira que normalmente o médico tem muito medo de lidar com a mídia, é importante que agente faça estas aproximações para que os jornalistas conheçam melhor a maneira de pensar e a atuação dos médicos e também, para que os médicos entendam melhor o trabalho dos jornalistas, principalmente para perder o medo”

A FENAM tem investido na relação entre os profissionais da área médica com a imprensa, e utiliza diversos meios de comunicação, como rádio web, TV web, atua em redes sociais como Orkut, Youtube e twitter, além de já contar com um portal 2.0, que permite a interação dos leitores com os comunicadores. O 2º vice presidente da FENAM, Eduardo Santana, falou sobre esta migração:

“Quando a FENAM e apostou em sair da sua situação de 1.0 e ir para a situação de 2.0 ela disse pontualmente: Doravante é impossível fazer com que os grandes objetivos que a categoria medica tem, de atender as necessidades de crescimento, de excesso de informação e do uso dos serviços de saúde, é impossível que nos possamos avançam conforme a sociedade precisa, se nos não dominarmos todos os instrumentos e toda a tecnologia de informação disponível. Nós estamos olhando o 2.0 como alguns já estão olhando o 2.5 e quem sabe 3.0.”

Talvez isso explique, o número recorde de inscritos – as inscrições atingiram o limite antes de um mês da realização do evento – o secretário de comunicação da FENAM, Waldir Cardoso, atribuiu o sucesso da edição às mídias utilizadas na divulgação do evento e à qualidade das palestras e palestrantes.

“Eu acho que este sucesso reflete a qualidade da quarta edição e também nós temos utilizado todas nossas mídias: a começar pelo portal, utilizados o Blog Fala Médico, o twitter, as comunidade Movimento Médico, no Orkut, Youtube, Videolog e Vimeo, o nosso informativo eletrônico encaminhada para mais de 30 mil médicos, de maneira que a qualidade das mesas e dos palestrantes, aliado a esta ampliação e a utilização de todas estas mídias está nos trazendo este resultado mais do que o esperado”

A IV edição do evento vai abordar o papel da mídia, e trazer palestras sobre como dar uma boa entrevista, as novas tecnologias de informação, entre outras. Cid Carvalhaes, médico, advogado e diretor da FENAM, é o palestrante sobre o tema de direito de resposta e retratação do Seminário e falou quando é preciso usar esta ferramenta diante de uma notícia não verdadeira.

“O indivíduo que injustamente é enfocado no noticioso evidentemente merece uma oportunidade de esclarecimento, principalmente quando se dá uma conotação muito mais grave do que o quadro realmente representa. Além disso, o papel da imprensa é de esclarecer e de informar e não de distorcer. Toda vez que alguém se sente distorcido por uma noticia que foi dada, é evidente que há reparação disso como direito de resposta, esclarecimento ou até mesmo o direito de ressarcimento indenizatório, se for o caso.”

Read Full Post »

Fonte: FENAM

Estão abertas as inscrições para o IV Seminário Nacional Médico/Mídia. O evento, que tem  como objetivo colaborar com os profissionais de saúde no que se refere ao seu relacionamento com a mídia e também simplificar o trabalho da imprensa, ajudando os jornalistas a entenderem melhor o setor, acontece nos dias 16 e 17 de abril, no Rio de Janeiro.

O seminário contará com a participação de renomados profissionais da área médica e da grande imprensa, bem como políticos e especialistas na área de tecnologia da informação.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo portal da FENAM, ou pelo telefone (21) 2240-6739, das 13h às 18 horas, de segunda a sexta-feira, na Assessoria de Comunicação, com a jornalista Denise Teixeira.

www.fenam.org.br

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 7.103 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: