Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘médico’

Image

Levantamento realizado pelo Jornal O Dia aponta que médicos peritos contratados pelo Município do Rio de Janeiro em início de carreira, com até quatro anos de atividade, vão ganhar menos do que os garis a partir do próximo mês, quando os salários deste grupo de funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) receber o reajuste de 37%. O novo vencimento básico dos garis é de R$ 1.100.

 

Os médicos peritos com até dois anos de carreira têm vencimento mensal de R$ 933,67. Até quatro anos, R$ 991,48. As duas classes ainda recebem gratificação de insalubridade da Secretaria Municipal de Administração (SMA) de R$ 337,35 e auxílio transporte. Os médicos peritos são ligados à SMA e atuam em perícias médicas dos servidores.

 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio, Jorge Darze, o valor pago ao médico perito é uma violência contra uma categoria que estudou pelo menos 10 anos para se formar e se especializar.   “Há uma inversão de valores da política salarial praticada pela Prefeitura do Rio. Não há problemas em o gari ter aumento. Mas, o problema é que o valor do vencimento base dos médicos é baixíssimo”, destacou.

 

No último concurso realizado em janeiro deste ano pela Comlurb, para o cargo de gari foi exigido apenas o Ensino Primário (as cinco primeiras séries do Ensino Fundamental). Enquanto que para o cargo de médico perito é exigido superior completo e especialização.

 

A Federação Nacional dos Médicos (FENAM) pleiteia o piso salarial de R$ 10.991,19 para 20 horas semanais de trabalho para todos os médicos. A FENAM, que reúne 53 sindicatos médicos pelo país, recomenda que o referencial integre as pautas de reivindicação. 

Fonte: Valéria Amaral 

Anúncios

Read Full Post »

Image

Conforme noticiou o portal de notícias G1, a Secretaria de Saúde de Feira de Santana (BA) afastou nesta quarta-feira (20) um médico cubano que atuava pelo Programa “Mais Médicos”, do Governo Federal. O profissional foi denunciado na Câmara de Vereadores da cidade. Segundo a denúncia, o médico é suspeito de ter receitado uma dose excessiva de medicamento a uma criança na unidade do Programa Saúde da Família (PSF). De acordo com a secretaria, a medida é provisória enquanto o caso é investigado.

De acordo com o vereador José Carneiro, que realizou a denúncia em nome da família, a dose receitada foi de 40 gotas para a criança, que pesa 10 kg. Uma pediatra ouvida pela reportagem informou que a quantidade receitada é “completamente exagerada”. “Essa dose é quatro vezes maior do que a indicada. Para uma criança de 10 kg, o ideal era ter receitado 10 gotas. 40 é para adulto. Caso a criança tivesse tomado essa dose excessiva, ela poderia ter tido uma hipotermia e uma hipertensão arterial”, relata. De acordo com a médica, hipotermia é quando acontece a baixa da temperatura natural do corpo.

A criança não chegou a tomar o remédio porque a família desconfiou da quantidade indicada. Dos 12 profissionais do programa na cidade, 11 são estrangeiros. Por conta desse problema, a Secretaria de Saúde Municipal informou que os médicos passarão por novo treinamento no sábado (22) e domingo (23). O médico não foi encontrado para comentar o caso.

Acesse também o Sítio da FENAM e mantenha-se sempre informado. CLIQUE AQUI.

Conheça também a fanpage da FENAM. CLIQUE AQUI 

Read Full Post »

Por Fernanda Lisboa

Image

A proposta de emenda à Constituição que cria a carreira de médico de Estado (PEC 454/09) será votada nesta quarta-feira (20), pela Comissão Especial que a analisa. O texto a ser apreciado é fruto do trabalho do deputado Eleuses Paiva (PSD-SP), que apresentou seu relatório em setembro. O debate será às 14h30, no Plenário 8 da Câmara. Se aprovada, a PEC segue para Plenário em dois turnos, tendo que obter no mínimo 3/5 dos 513 representantes da casa. 

A matéria estabelece a remuneração inicial da categoria em R$ 15.187,00 e a atividade só poderá ser exercida por contratados através de concurso público. Por ela, também fica estabelecido que a ascensão funcional será baseada em critérios de merecimento e antiguidade, além do exercício do cargo ser em regime de dedicação exclusiva. O deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) também é autor da PEC.

“Essa sim é uma proposta honesta que atende ao clamor da categoria médica e que realmente tem a finalidade de atender a saúde em todo o país”, disse Caiado ao criticar a medida do governo que instituiu o Programa Mais Médicos.

A criação da carreira de estado com realização de concurso público é uma das principais bandeiras da Federação Nacional dos Médicos (FENAM). Na leitura do relatório do deputado Eleuses Paiva, representantes da entidade estivera presentes manifestando seu apoio à proposta. O deputado lamentou o adiamento da votação, uma vez que o assunto já havia sido amplamente discutido em nível nacional com o lançamento do programa Mais Médicos.

A criação da carreira de estado com realização de concurso público é uma das principais bandeiras da Federação Nacional dos Médicos (FENAM). A entidade acompanha a tramitação da matéria e alguns representantes estiveram presentes na leitura do relatório de Eleuses Paiva, manifestando seu apoio. O deputado lamentou o adiamento da votação, uma vez que o assunto já havia sido amplamente discutido em nível nacional com o lançamento do programa Mais Médicos.

Acesse também o Sítio da FENAM e mantenha-se sempre informado. CLIQUE AQUI.

Read Full Post »

A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e os presidentes dos sindicatos se reuniram na manhã de hoje (18), em Brasília, para discutirem alguns pontos de relevância da categoria médica.

DSCN4543

Diante das pautas, um dos assuntos mais discutidos foi a participação da Fenam, defendendo a saúde pública, nas manifestações de todo o Brasil. “Este é um momento importante para a saúde mostrar que também tem voz e vez, a saúde do Brasil necessita de representatividade”, comentou o presidente da Federação, Geraldo Ferreira.

Para o Secretário de Direitos Humanos, José Murisset, a participação da saúde com representantes do povo é um passo novo, “estamos evoluindo e vamos ter que segmentar o que será reivindicado, é preciso ter prudência e cautela.”

“Vamos exigir, com nossas bandeiras, uma saúde de qualidade para toda nossa população”, finalizou Geraldo.

Durante a reunião um ofício foi escrito convidando todos os sindicatos do Brasil para participarem do manifesto próximo dia 20. Confira abaixo o documento!

 

Fonte: Viviana Lira

Read Full Post »

Image
Centenas de médicos e profissionais de diversas áreas da saúde se reuniram em um protesto na manhã desta quinta – feira (25) na Avenida Paulista, em São Paulo. A manifestação teve como objetivo “fazer um alerta às operadoras de planos de saúde sobre as condições de trabalho que são impostas aos médicos; ressaltamos ainda que as remunerações repassadas pelos convênios não são compatíveis com a atividade atual do profissional”, disse o presidente do Conselho Federal de Medicina, Roberto d´Avila. 

Vestidos de jalecos, com faixas e cartazes, a marcha teve duração de 30 minutos. No final do protesto, simbolizando um luto contra os abusos das operadoras de todo o País foram soltos cerca de 10 mil balões pretos. O ato faz parte das mobilizações do Dia Nacional de Alerta na Saúde Suplementar, que gerou manifestações em todo o país e, em alguns estados, suspensão dos atendimentos – exceto para casos de emergências e urgências. 

Após a manifestação, uma coletiva com a imprensa foi realizada na Associação Médica Brasileira (AMB). A Federação Nacional dos Médicos (FENAM) foi representada pelo seu presidente, Geraldo Ferreira Filho. Para ele existe uma mercantilização dos planos de saúde, “a relação entre as operadoras e os médicos é hoje a mais precária que existe, os planos de saúde estão caminhando sem regras trabalhistas e sem o devido respeito com a classe médica, e hoje estamos aqui para dá um basta”. 

Ainda na coletiva o 1º vice-presidente da AMB, Jorge Curi, afirmou que a população está desassistida e não consegue acesso fácil na saúde. “Precisamos de decisões, agilidade, conectividade. Tem que haver respeito entre os profissionais da saúde para se oferecer um atendimento digno de consultas, exames e cirurgias”. 

O sindicato dos médicos de São Paulo, Simesp, e as entidades estaduais locais, além de fazerem o protesto na Av. paulista também distribuíram uma carta aberta e saquinhos de lixo para carros com a seguinte frase: “Lugar de plano ruim é no lixo. Sua saúde merece respeito”. 

“Superamos todas as expectativas, a manifestação foi muito bem sucedida, agora vamos esperar as repercussões e analisar os resultados; avançamos mais um passo e garanto que não vamos parar por ai”, concluiu o presidente do Simesp, Cid Carvalhaes. 

Ouça aqui a íntegra da entrevista

Fonte : Imprensa Fenam

Read Full Post »

poder-legislativo-brasileiro

A Federação Nacional dos Médicos (FENAM) é contra o Projeto de Lei do Senado 168/2012 , que propõe que médicos recém graduados com recurso público devem prestar serviços em municípios com menos de 30 mil habitantes, bem como em comunidades carentes localizadas em regiões metropolitanas.

Para o presidente da FENAM, Geraldo Ferreira, a proposição pode ser uma tentativa de substituir o plano de carreira. “É preciso deixar claro que este Projeto não pode ter a intenção de substituir o trabalho médico, os profissionais devem ser levados a estes locais distantes por meio de piso salarial adequado e concurso público e não como uma “benéfice” de troca por ter estudado em universidade pública”.

O PL, de autoria do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), ainda prevê que o exercício social da profissão de médico deve ser cumprido em jornada integral e exclusiva de 40 horas semanais; e exige que as instituições superiores públicas e as privadas que tenham estudantes em regime de gratuidade integral custeadas pelo poder público incluam na organização de seus cursos conteúdos para treinar o futuro médico no exercício social da profissão.

A proposta já está pronta para ser votada na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). Depois do exame na CE, a matéria ainda será examinada pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), onde receberá decisão terminativa.

A FENAM, junto com as entidades médicas, possui a Comissão de Assuntos Políticos (CAP) que faz a analise cuidadosa do PLS 168/2012, definindo pareceres que serão levados aos relatores para que ele seja editado. “A FENAM está trabalhando para que esse Projeto não seja aprovado”, concluiu Geraldo Ferreira.

Ouça na rádio FENAM a íntegra da entrevista

Por: Viviana Lira

Read Full Post »

Fonte: Taciana Giesel/FENAM

Já estão abertas as inscrições para o IV Encontro de Comunicação das Entidades Médicas. Com o tema: “Como fazer mais e melhor, o evento, tem como objetivos estimular o intercâmbio de experiências entre as diferentes entidades do movimento médico, promover práticas de planejamento em comunicação, discutir a relação entre as entidades e a mídia, avaliar o uso das tecnologias em comunicação, especialmente das novas mídias e qualificar a parceria entre técnicos de comunicação e dirigentes das entidades médicas.

Promovido pela Federação Nacional dos Médicos e pelo Conselho Federal de Medicina o encontro que será realizado nos dias 29 e 30 de novembro, em Curitiba, conta com a parceria da Associação Médica Brasileira, Sindicato dos Médicos do Paraná e Conselho Regional de Medicina do Paraná.

As inscrições podem ser feitas com o envio do formulário abaixo preenchido para o seguinte endereço eletrônico: secretaria@fenam.org.br.

Os interessados devem especificar no campo assunto da mensagem a informação INSCRIÇÃO PARA O IV ENCONTRO DE COMUNICAÇÃO DAS ENTIDADES MÉDICAS.

Em caso de dúvida, é só entrar em contato com a sede da FENAM, pelo telefone (61) 3042-3700.

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

IV FÓRUM DE COMUNICAÇÃO DAS ENTIDADES MÉDICAS

Nome:

Entidade:

Cargo/ Função:

Profissão:

Endereço para correspondência:

E-mail:

Telefone:

Confira a programação preliminar do evento!

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: